BLOG

Fique por dentro das novidades

voltar para o blog

Inteligência analítica: como potencializar o seu negócio nas principais datas do comércio

Por Walter Sabini Junior em 20.04.2017

Share on Facebook0Share on Google+0Share on LinkedIn0Tweet about this on Twitter

As datas comemorativas como Dia das Mães são ótimos momentos para potencializar as vendas no varejo físico. As oportunidades tornam-se ainda maiores quando há organização e planejamento, utilizando a inteligência da análise de comportamento dos clientes durante todo o ano, por meio da tecnologia.

Dispositivos para monitoramento de tráfego, por exemplo, conseguem medir índices de conversão, atratividade, frequência, entre outros indicadores sobre o comportamento do cliente dentro de um estabelecimento comercial. Todos esses indicadores permitem que as estratégias de venda sejam direcionadas de forma certeira para os mais diversos tipos de consumidores.

Durante as sazonalidades, grande parte do público que vai ao comércio está à procura de presentes para  familiares e amigos. Uma vitrine com itens relevantes e preços competitivos é fundamental para atrair um cliente para dentro da loja. Por isso, a taxa de atratividade mensurada durante o restante do ano mostra ao gestor o resultado de diferentes estratégias de produtos e valores, permitindo colocar em prática nas semanas que antecedem o Dia das Mães, por exemplo, ações que se mostraram mais efetivas para engajar o maior número de consumidores.

O mapeamento dos chamados hot zone também serve de insumo ao gerente da loja ao orientar e distribuir os vendedores pelos espaços do estabelecimento que recebem mais pessoas, a fim de ajudá-las a encontrar o que procuram ou esclarecer eventuais dúvidas. Além disso, é possível também avaliar o motivo das zonas de calor e transferir itens mais atrativos para outras gôndolas ou até seções, espalhando os visitantes de maneira mais equilibrada.

Outra atividade corriqueira durante os períodos sazonais é a pesquisa de preços, que faz com que potenciais consumidores visitem uma ou mais lojas com frequência antes de decidir o presente e o local onde desejam comprar. Neste contexto, a efetividade das estratégias citadas acima pode ser avaliada ou revista por meio da taxa de conversão baseada em visitantes únicos. Ou seja, os sensores conseguem descartar visitas repetidas e funcionários para realizar uma contagem mais próxima da realidade entre oportunidades e vendas consumadas.

Os insights são diversos, e os lojistas que compreenderem a importância estratégica do uso de analytics em seus estabelecimentos terão mais chances de entregar uma experiência de compra diferenciada, garantindo, assim, um relacionamento melhor com seu público e até mesmo a fidelização desses consumidores para as datas comemorativas seguintes.

*Walter Sabini Junior é sócio fundador da FX Retail Analytics, empresa que oferece inteligência para o varejo por meio do monitoramento de fluxo.

Share on Facebook0Share on Google+0Share on LinkedIn0Tweet about this on Twitter
Gostou desse conteúdo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *