Empresas “digitalizam” lojas físicas com tecnologias para monitorar vendas

Por Equipe FX em 18.08.2015 às 17h42

Compartilhe

A FX Flow Intelligence criou, com o laboratório de inteligência artificial da USP, um computador para calcular estatísticas para o varejo.

A ideia é que ele consiga, tal como num site, medir atratividade e taxa de conversão em vendas. Ele ainda permite cruzar dados com informações de clima e trânsito.

“O ‘peek computer’ é um computador com uma câmera embutida que roda na plataforma Android. Ele faz todo o processamento dentro dele, não é preciso instalar um servidor dentro da loja”, explica Marcelo Tavares, presidente da FX.

O lojista paga uma mensalidade a partir de R$ 299.

Uma das clientes é a marca de utensílios domésticos Le Creuset. Alex Fornazari, diretor de marketing e vendas, destaca a vantagem de saber o fluxo de pessoas nos corredores dos shoppings. “Minha negociação sobre ponto com o shopping fica muito mais robusta, já que tenho dados consistentes.”

Já a meta da Enox é melhorar a compra offline, com gestão de rede wi-fi, otimização da trilha sonora -que pode afetar as vendas em até 28%- e do visual da loja. “A web mudou a exigência do consumidor, ele não tolera mais ser mal atendido e filas longas”, diz Ernesto Villela, fundador da empresa.

VISÃO DO ESPECIALISTA

Marcelo Pimenta, professor de gestão da inovação da ESPM

Tempo real

O monitoramento permite tomar decisões em tempo real; o lojista não precisa mais esperar fechar o dia.

Preso aos dados

A fixação nos dados pode deixar passar oportunidades de inovação que não têm expressão em números.

image016

Fonte: http://classificados.folha.uol.com.br/negocios/2015/08/1666014-empresas-digitalizam-lojas-fisicas-com-tecnologias-para-monitorar-vendas.shtml

© 2019 FX - Retail Analytics - Todos os direitos reservados.