Varejo investe em tecnologia para medir fluxo e taxa de conversão

Por Equipe FX em 02.09.2016 às 21h05

Compartilhe

Pode ganhar proporção no mercado brasileiro uma tecnologia lançada recentemente pela FX Retail Analytics, para monitorar e mensurar o fluxo de pessoas que passam por uma loja offline. Por meio de um aparelho multisensor, dotado de wi-fi, bluetooth, câmera e microfone que também consegue captar o mac address dos celulares, a tecnologia conta o número de consumidores que entraram na loja, quem passou na frente e voltou, dos que entraram quem comprou, quanto tempo eles ficaram no local, os horários mais ‘quentes’ de circulação e dá em tempo real a taxa de conversão para os lojistas.

 

unnamed (1)

_

 

Um dos sócios da empresa, Walter Sabini Jr garante que o negócio é disruptivo. “Quando abri a empresa fiz imersão nesse mercado. O que existe hoje é o conceito de fluxo de loja. Há algumas empresas que fazem isso. Mas todo mundo trabalha com infravermelho e câmera 3D que faz apenas a contagem de pessoas. Isso é extremamente caro, não dá escala para a rede de lojas. Nós vamos além e oferecemos um produto com escala e acessível. Temos certeza que saímos na frente”, destaca ele.

 

unnamed (2)

Os sócios Vicente Rezende e Walter Sabini Jr: “ganho de eficiência e escala para os lojistas”

 

A FX já tem como clientes grandes marcas como Hering, Marisa, Chilli Beans, Fototica, Multicoisas, Lacoste, Quiksilver, além de vários shoppings. “A partir da FX tivemos outra visão a respeito da nossa rede e ganhos potenciais em nossa gestão. Os dados sobre fluxo nos deram segurança para revisar nosso modelo de remuneração, agora com base em taxa de conversão e não mais apenas pela venda propriamente dita.  Outro ponto a destacar é o melhor dimensionamento da escala de pessoal, já que agora temos acesso aos dias e horas quentes com maior quantidade de clientes. Algumas lojas, por exemplo, estavam com o time subdimensionado aos domingos. Inclusive, aproveitamos para reavaliar o headcout de cada estabelecimento e redefinir os respectivos horários de funcionamento”, ressalta Thiago Hering.

Outra vantagem da plataforma é poder medir o reflexo de uma campanha de mídia sobre o fluxo nas lojas. “Quanto às campanhas, através da plataforma conseguimos medir a eficácia das ações de mídia, performance da vitrine e de mesas de ativação por meio das taxas de conversão e atratividade. Ainda é possível entender os impactos na taxa de conversão mediante segmentações de público, características da loja ou outros agrupamentos”, conta o herdeiro da Hering.

© 2019 FX - Retail Analytics - Todos os direitos reservados.